Localização:
Rua Senador Souza Naves, 9

Ed. Comendador Julio Fuganti

Autor: engº. Américo Sato
Execução: Construtora Veronezi
Data: 1959

Construir um arranha-céu foi idéia dos irmãos Júlio, Jorge e Oscar Fuganti. Sua presença é signo de modernidade. Impressionam a forma arrojada de seus ângulos obtusos e a ilusão de ótica oferecida por suas pastilhas amarelas, que com o reflexo do sol emanam luz para a cidade. A planta triangular do prédio promove uma visita única do empreendimento, essencialmente moderno em seus traços mais importantes, como a pureza geométrica, o uso de esquadrias metálicas, vidro abundante e, claro, suas pastilhas coloridas. Sua implantação o faz dominar a paisagem, conferindo-lhe grande expressividade.

Projetado como edifício comercial, contém 12 pavimentos com 11 salas amplas em cada um, que abrigam escritórios comerciais desde a sua inauguração. Durante um período o edifício ganhou uma fama um tanto quanto obscura, pela grande incidência de suicídios. Ainda hoje rende algumas histórias mal-assombradas contadas por usuários e funcionários antigos.